fbpx

Equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Você sabe exatamente o quão importante é o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e a necessidade de dedicar a devida atenção para todos os setores da sua vida. Aliás, esse tema nunca esteve tão na moda. Sim, na moda, porque esse equilíbrio sempre foi fundamental para a produtividade e a felicidade de todos os colaboradores. Entretanto, talvez seja algo que nunca tenha sido dado a devida atenção.

Que legal! Parabéns, mundo! Que demais as empresas estarem tão preocupadas em Qualidade de Vida, em work-life balance. Esse movimento é maravilhoso. Só coloco um ponto de reflexão: não adianta diminuirmos a carga horária de trabalho para podermos ter mais tempo com nossos filhos, realizando atividades físicas, meditando, se o tempo que estou exposta ao trabalho, mesmo que em um tempo justo, me encontro em um ambiente de desrespeito, de competição a qualquer preço, de veneno corporativo ativo. Ou seja, cuidado nas suas escolhas, cuidado com os prêmios que farão você decidir em trabalhar na empresa A ou B, pois muitas vezes ter um título de ser uma empresa premiada em work-life balance, não te afasta do veneno.

Muitos profissionais entendem que a sua qualidade de vida está intimamente ligada ao equilíbrio de horas entre vida pessoal e profissional, e só isso basta.

Eu, particularmente, acredito na harmonia dos campos Pessoal, Profissional e Familiar da nossa vida. Para mim, uma engrenagem não anda sem a outra, não existe “sou feliz na minha vida Pessoal, mas não sou feliz na minha vida Profissional”. Não acredito nisso. Ou eu sou ou não sou feliz!

Consequências da falta de harmonia os três setores da nossa vida:

A cada dia que se passa, mais pessoas se dedicam ao trabalho e acabam deixando sua vida pessoal e familiar em segundo plano.

Isso pode ser motivado por desejos e necessidades como:

? segurança financeira;
? realização profissional a qualquer custo;
? relação errônea entre felicidade somente ao custo de dinheiro;
? a própria paixão pelo trabalho.


Independentemente do motivo, é indispensável encontrar o equilíbrio entre vida pessoal, familiar e profissional. O excesso de trabalho pode trazer uma série de consequências negativas, dentre as quais podemos destacar:

Estresse, depressão e síndrome de burnout, que são doenças decorrentes do excesso de tarefas ou de pressão vinda do trabalho. Elas podem incapacitar o profissional, fazendo com que ele não consiga realizar as suas atividades e seja obrigado a se afastar.

Esses problemas têm algumas características em comum, como:

? extrema ansiedade;
? dificuldades no sono;
? Dificuldade e desgastes de relacionamento;
? Limitação das habilidades criativas;
? dificuldade de raciocínio em questões que o profissional resolveria com facilidade se estivesse em plenas condições.

Por isso, fique atento aos seguintes sinais:

? queda na produtividade;
? apatia;
? dificuldades de administrar o tempo;

Algumas ações podem ser propostas para aumentar a harmonia entre a vida pessoal, profissional e familiar, promovendo um maior equilíbrio e bem-estar.
Se quiser mais detalhes, pergunte-me como!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *